Tratamento de hiperadrenocorticismo em cães: Saiba como fazer!‌

Tempo de leitura: 3 min

Escrito por mateus
em Fevereiro 9, 2024

Tratamento de hiperadrenocorticismo em cães: Saiba como fazer!‌

Também conhecido como Síndrome de Cushing, o hiperadrenocorticismo em cães é uma doença endócrina que afeta o cãozinho cronicamente – ou seja, de forma prolongada. Ela tem relação com o aumento exagerado de cortisol no sangue, muito comum em cães mais idosos.

Por mais raro que seja, é possível também que a doença possa acometer também os felinos. Ainda, estudos relatam que raças são mais suscetíveis a desenvolver essa doença. Por conta disso, é de grande importância saber sobre essa condição, como ocorre o seu diagnóstico e os possíveis tratamentos. 

O que é o hiperadrenocorticismo?

O Hiperadrenocorticismo é uma doença endócrina caracterizada pelo excesso de cortisol, liberado por glândulas adrenais, e faz parte de doenças endocrinopatias – ou seja, doenças marcadas por alterações nas glândulas endócrinas. Há, ainda, duas variações dessa condição – são elas:

  • Hiperadrenocorticismo hipófise-dependente, caracterizado pelo crescimento da lesão na glândula hipófise, responsável por desregular a quantidade de hormônio liberado;
  •  Hiperadrenocorticismo adrenal- dependente, quando há presença de tumor na glândula.

Essas variações de Hiperadrenocorticismo demandam diferentes tratamentos, sendo adequados para a condição em si. Em alguns casos, ainda, é necessário que os cachorros passem por procedimentos cirúrgicos. 

Quais os sintomas da doença?

O hiperadrenocorticismo em cães, assim como outras enfermidades, emitem sintomas específicos que facilitam o diagnóstico da condição. Os principais sinais e sintomas observados incluem:

  • Aumento abdominal;
  • Queda dos pelos;
  • Infecções na pele;
  • Pelo opaco;
  • Fraqueza muscular;
  • Atrofia testicular;
  • Agitação e irritabilidade;
  • Aumento no volume urinário.

Ao notar que seu amigo de quatro patas está tendo essas manifestações, não espere que sua melhora será de forma repentina se tratá-lo como bem entender em casa mesmo. Leve-o para que o médico veterinário faça o seu diagnóstico e determine o melhor tratamento possível.

Como fazer o diagnóstico?

O diagnóstico de hiperadrenocorticismo em cães pode ser realizado por meio de exames clínicos, todos realizados para analisar as condições de saúde do pet e as alterações relacionadas ao hiperadrenocorticismo. Além disso, pesquisar o histórico de saúde e exames de urina e de sangue também ajudam a identificar a patologia com facilidade nos cães.

Vale ressaltar também que, exames preventivos devem ser realizados mesmo quando o animal não esteja manifestando sintomas recorrentes dessa ou de outras enfermidades. Afinal, se o diagnóstico da anormalidade for precoce, há mais chances do cão ter uma recuperação mais ágil e tranquila.

Como tratar a doença?

O tratamento da enfermidade pode ser feito tanto por meio do uso de medicamentos orais como, também, cirúrgico em determinados casos. No entanto, o tratamento varia de acordo com o quadro clínico do cão.

E, para o melhor tratamento, você pode contar com os manipulados da DrogaVet! Quando indicado o uso de medicamentos por via oral pelo médico veterinário, os manipulados poderão ser adotados para que o cãozinho se sinta mais confortável em aderir seu tratamento.

Quanto tempo vive um cão com hiperadrenocorticismo?

O tempo de vida do cão acometido pelo hiperadrenocorticismo depende se o seu diagnóstico foi precoce e se houve o tratamento adequado ao paciente. Assim, sua qualidade de vida aumenta.

No entanto, os animais necessitam de acompanhamentos de rotina para analisar com frequência o estado de saúde. Por estes motivos, fique atento aos sinais desta enfermidade e não deixe de levar seu parceiro de quatro patas ao médico veterinário de confiança.

O hiperadrenocorticismo é uma doença que afeta muitos cães ao redor do mundo. No entanto, tem cura e seu tratamento apresenta resultados promissores. Para isso, você pode contar com os manipulados da DrogaVET, sempre focados em garantir a melhor saúde para o seu parceiro de quatro patas!

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário


*


*


Seja o primeiro a comentar!

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade