Organização financeira: como mapear seus gastos pessoais fixos e variáveis

Tempo de leitura: 3 min

Escrito por Carlos Meira
em Agosto 30, 2022

Organização financeira: como mapear seus gastos pessoais fixos e variáveis

Aprenda como mapear seus gastos e ter mais controle sobre suas finanças

Você vê que todos os meses seu dinheiro não consegue pagar as contas de casa? Ou então você até consegue pagar tudo, mas não sobra dinheiro para curtir o mês?

Essa é a realidade de muitos brasileiros quando percebem que suas despesas são maiores que o próprio salário mensal.

E por mais que a solução pareça ser aumentar o salário ou fazer uma renda extra ao ganhar dinheiro na internet, na verdade, o ideal, antes de tudo, é se organizar financeiramente.

Ao saber quais são as suas despesas fixas e variáveis, por exemplo, você já consegue contornar essa situação e ter mais controle das suas finanças. Mas como fazer isso na prática? É isso o que você vai aprender no artigo abaixo!

O que são gastos fixos?

Basicamente, os gastos fixos são todas aquelas despesas que você tem que pagar todos os meses e que possuem um valor fixo mensal.

Exemplos bem práticos desse tipo de gasto são o aluguel, uma assinatura de streaming, o plano de celular, a taxa de condomínio, as parcelas de um empréstimo ou financiamento, entre outros.

Esses gastos são aqueles que desde o início você sempre sabe o valor que terá que pagar todos os meses por um longo ou curto período de tempo.

Como mapear os gastos fixos?

Na organização financeira, os gastos fixos são os mais fáceis de mapear. Como ele é um valor fixo, que pode aparecer na fatura do seu cartão ou então vir como um boleto bancário todos os meses, fica difícil esquecê-los.

Dessa forma, no momento de mapeá-los é mais simples. Para isso, pegue uma folha de papel ou abra um documento no seu computador e comece a listar todos os gastos.

Nessa lista, é interessante adicionar além do tipo de gasto e do valor, a data de vencimento dessa despesa. Isso é algo que ajudará a manter os pagamentos em dia e não sofrer com os juros mais tarde.

O que são gastos variáveis?

Já os gastos variáveis são aquelas despesas que possuem valores diferentes todos os meses. Isso torna a organização financeira mais complicada, porque é difícil mapear um gasto que não possui um valor fixo mensal.

Um exemplo bem conhecido desse tipo de gasto é a conta de luz. Todos os meses sabemos que temos que pagá-la, porém seu valor sofre alteração de acordo com o nosso consumo de energia e as mudanças na precificação das empresas.

Por conta disso, quando as pessoas acabam contraindo dívidas, geralmente elas se originam em um gasto variável.

Além da conta de luz, essas despesas também podem representar a conta de água, alimentação, transporte, lazer, saúde, compras no cartão de crédito, entre outras.

Como mapear os gastos variáveis?

No momento de mapear os gastos variáveis, você precisará fazer uma boa análise na sua movimentação de dinheiro. Aqui, o ideal é acompanhar esses gastos durante um mês para ver seus valores aproximados.

Nesse acompanhamento, você pode até categorizar esses gastos variáveis, pois assim fica mais fácil de saber depois para onde o seu dinheiro realmente está indo.

Após ter feito esse acompanhamento por um mês, você pode definir um orçamento mensal que será gasto nas despesas variáveis, de forma que suas finanças não se comprometam com ela.

Como gerenciar as despesas?

Agora que você sabe melhor o que são os dois tipos de despesas, chegou o momento de realmente gerenciar esses gastos para ter uma boa organização financeira.

Para isso, você precisa primeiramente ter uma boa noção do que são essas despesas na sua vida financeira. Isso pode ser facilmente descoberto se você realizar os exercícios propostos para mapear seus gastos fixos e variáveis.

Assim, ao saber melhor os valores dos seus gastos, o ideal é que você encontre um local para visualizar e organizar esses gastos todo mês. Para isso, você pode usar:

  • planilhas;
  • cadernos;
  • aplicativos;
  • programas de computador.

O importante é escolher o local em que você se sente mais confortável para realizar essa organização. Depois disso, tenha em mente que você precisará criar uma rotina para acompanhar esses gastos.

A frequência com que eles serão acompanhados dependerá de você e do seu cotidiano. Talvez você só queira visualizar as finanças uma vez ao mês ou então toda vez antes de realizar um novo gasto. Isso fica a seu critério.

O importante é começar a se organizar financeiramente e criar uma rotina para analisar suas finanças sempre que possível!

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário


*


*


Seja o primeiro a comentar!

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade